Editais Abertos Agências de Fomento

Agências de Fomento à Pesquisa

As agências de fomento têm como objeto social a concessão de financiamento de capital fixo e de giro associado a projetos na Unidade da Federação onde tenham sede”. Geralmente são órgãos governamentais que financiam as pesquisas cientificas e tecnológicas, que visam o desenvolvimento do país (através de auxílios para compra de equipamentos e material de consumo, ou bolsas para alunos em diversos níveis de formação).

FAPEMA

A Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), vinculada à Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), foi instituída pela Lei Complementar n° 060, de 31 de janeiro de 2003. Seu objetivo é promover o desenvolvimento humano por meio de pesquisa cientifica e de inovação tecnológica, atendendo as demandas do setor produtivo e da sociedade em geral.

Por meio de sua atuação a fundação contribui para a formação e fixação de talentos humanos, com ações que resultem no fortalecimento da ciência e de suas aplicações, em todos os níveis do conhecimento.

CAPES

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), fundação do Ministério da Educação (MEC), desempenha papel fundamental na expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em todos os estados da Federação.

As atividades da Capes podem ser agrupadas nas seguintes linhas de ação, cada qual desenvolvida por um conjunto estruturado de programas:

- avaliação da pós-graduação stricto sensu;

- acesso e divulgação da produção científica;

- investimentos na formação de recursos de alto nível no país e exterior;

- promoção da cooperação científica internacional;

- indução e fomento da formação inicial e continuada de professores para a educação básica nos formatos presencial e a distância.

CNPQ

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), agência do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), tem como principais atribuições fomentar a pesquisa científica e tecnológica e incentivar a formação de pesquisadores brasileiros.

Criado em 1951, desempenha papel primordial na formulação e condução das políticas de ciência, tecnologia e inovação. Sua atuação contribui para o desenvolvimento nacional e o reconhecimento das instituições de pesquisa e pesquisadores brasileiros pela comunidade científica internacional.


Editais abertos:

centelhaImage 2019-12-16 at 15.45.40Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), com objetivo de estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Maranhão, no âmbito do programa “Inova Maranhão”, tornam público o presente edital e convidam os interessados a apresentarem suas propostas nos termos aqui estabelecidos.

Confira o Edital no link: https://www.fapema.br/index.php/edital-no-22-2019-centelha/


WhatsApp Image 2019-12-23 at 17.13.12O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA), em parceria com o Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC) e com a Secretaria de Estado de Programas Estratégicos (SEPE), com o objetivo de fomentar o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação no âmbito da Linha de ação “Mais Ciência”, e do programa “Mais Pesquisa”, tornam público o presente Edital e convidam os interessados a apresentarem suas propostas nos termos aqui estabelecidos.

Clique aqui: https://www.fapema.br/index.php/edital-no-021-2019-imesc/


V05.SuaC_logo_transparente

1ª Chamada Pública do Fundo Geral Sua Ciência
O Instituto Sua Ciência torna público as normas gerais para o processo de seleção de um projeto científico, visando a concessão de uma cota anual de bolsa de iniciação científica proveniente do Fundo Geral Sua Ciência.

 – Quem Somos
O Instituto Sua Ciência (ISC), fundado no dia 19 de outubro de 2018, é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, cuja finalidade é buscar alternativas para fomentar pesquisadores no Brasil.

Clique aqui:

1ª CHAMADA PÚBLICA DO FUNDO GERAL SUA CIÊNCIA


capes_noticia_site_abmesO Programa CAPES – Entre Mares é uma iniciativa da CAPES diante do desastre ambiental gerado pelo derramamento de óleo no litoral brasileiro a partir de agosto de 2019 e da demanda apresentada pelo Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA) criado no âmbito do Plano Nacional de Contingência (PNC) para a gestão de ações de resposta após a ocorrência do desastre. O GAA é formado pela Marinha do Brasil (MB), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis (IBAMA).

Objetivo

O Programa CAPES – Entre Mares tem o objetivo de apoiar programas de pós-graduação stricto sensu que possuam em suas linhas de pesquisa temas correlacionados à finalidade de combater, analisar o impacto e propor soluções para o derramamento de óleo identificado em agosto de 2019 nas praias brasileiras, especialmente na região Nordeste.

Clique aqui: Programa CAPES – Entre Mares


logo_capes

PROGRAMA CAPES-FCT
EDITAL Nº 22/2019

A CAPES abriu seleção para financiar dez projetos de pesquisa conjunta de estudantes do Brasil e Portugal. Publicado nesta sexta-feira, 27, o Edital nº 22/2019 trata do Programa CAPES-FCT, que disponibilizará até R$ 3.280.100,00 para estudos das seguintes áreas do conhecimento: Ciências do Espaço, Ciências do Mar, Alterações Climáticas, Inteligência Artificial, Computação Avançada e Medicina Oncológica.

Cada projeto receberá até R$ 328.010,00. Por ano, serão R$ 40 mil para custeio de até duas missões de trabalho, R$ 10 mil para os recursos de manutenção de projeto e R$ R$ 278.010,00 para bolsas. O apoio financeiro será repassado ao longo da vigência do projeto.

O objetivo do Programa é fortalecer a cooperação entre as instituições de ensino superior (IES) e de pesquisa dos dois países, fomentar o intercâmbio científico entre grupos de pesquisa e desenvolvimento de ambas as nações e a mobilidade de professores e estudantes de pós-graduação no nível de doutorado.

Processo de seleção
Os critérios de participação para cada modalidade (doutorado-sanduíche, pós-doutorado e professor visitante júnior e sênior) e para comprovar o nível de proficiência em língua estrangeira estão especificados no edital. As inscrições se encerram em 29 de outubro.

(Brasília – Redação CCS/CAPES)
A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura CCS/CAPES


Banco_da_Amazonia.svg

Clique aqui >> EDITAL PÚBLICO DO BANCO DA AMAZÔNIA OFERTA PATROCÍNIO PARA A REGIÃO AMAZÔNICA

Clique aqui >> EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PATROCÍNIO DO BANCO DA AMAZONIA 2020

Clique aqui >> Link com Arquivo do Edital e Anexos

Clique aqui >> www.bancoamazonia.com.br

O Banco da Amazônia inicia a partir do dia 5 de agosto o período de inscrição para recebimento de proposta para três Editais Públicos de Patrocínios. É uma oportunidade para quem deseja receber patrocínio no ano de 2020. Poderão ser inscritos projetos para a área social, cultural, esportivo, meio ambiente, exposições Agropecuárias, feiras, mostras para o Espaço Cultural e para aqueles amparados pela Lei Rouanet. O período de inscrições será de 05 de agosto a 20 de setembro de 2019, sem possibilidade de prorrogação. O Banco vai destinar mais de R$ 2 milhões em patrocínios para o próximo ano.


.


CNPq_transparente

 
- Lançadas cinco chamadas públicas para o investimento em pesquisas para o SUS
Decit/MS investe 45,2 milhões de reais para o desenvolvimento de projetos em diferentes áreas da saúde
O Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia, vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde, investe 45,2 milhões de reais em cinco chamadas públicas em temas variados para a saúde. O financiamento divide-se em doenças raras, alimentação e nutrição, cuidados à pessoa com deficiência doenças transmissíveis e negligenciadas e uma específica para malária.
“As linhas de pesquisa elencadas nas chamadas públicas atendem as necessidades da Agenda de Prioridades de Pesquisa do Ministério da Saúde. Este documento foi construído para alinhar as prioridades atuais de saúde com as atividades de pesquisa científica, tecnológica e inovação e direcionar os recursos disponíveis para investimento em temas estratégicos para o SUS. A construção da agenda foi realizada em um processo participativo envolvendo todas as sete Secretarias do Ministério da Saúde”, destacou Camile Giaretta Sachetti, Diretora do Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit/SCTIE/MS).

Chamada pública: Chamada CNPq/MS/SCTIE/DECIT Nº 25/2019 – INQUÉRITO SOBRE PERFIL DE DOENÇAS RARAS NO BRASIL
Investimento: R$ 3,5 milhões

Chamada pública: Chamada CNPq/MS-SCTIE-Decit/ Fundação Bill e Melinda Gates Nº 23/2019 – Pesquisas de prevenção, detecção e combate à Malária

Investimento: R$ 10,2 milhões


Chamada pública: Chamada CNPq/MS-SCTIE-Decit Nº 22/2019 – PESQUISAS SOBRE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS E NEGLIGENCIADAS

Investimento: R$ 24 milhões


Chamada pública: Chamada MS-SCTIE-Decit /CNPq Nº 26/2019  – Pesquisas em Alimentação e Nutrição

Investimento: R$ 4,5 milhões


Chamada pública: Chamada CNPq/MS/SCTIE/Decit Nº 27/2019  – Pesquisas para fortalecimento dos objetivos e diretrizes da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS)

Investimento: R$ 3 milhões

_____
Total: R$ 45,2 milhões

“Queremos soluções práticas. Esse é um recurso destinado às pesquisas sobre doenças que interessam ao SUS. Buscamos soluções focadas em produtos dos quais o Brasil precisa, sobre as nossas doenças, nossa realidade”, afirma o Secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde, Denizar Vianna Araújo.

Ao fim da execução das pesquisas contempladas, os resultados serão apresentados aos gestores do Ministério da Saúde para que aprimorem as políticas públicas e que a sociedade tenha acesso a novas tecnologias em saúde.
Podem concorrer ao edital pesquisadores com o título de doutor ou livre docência e que sejam vinculados a Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação. As propostas a serem financiadas na chamada deverão ter o seu prazo máximo de execução de três anos.
Todas as chamadas terão acompanhamento em três fases pelo Departamento de Ciência e Tecnologia visando o monitoramento e a avaliação dos projetos para que melhor atendam os interesses do SUS.
As chamadas estão disponíveis na plataforma do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), parceiro do Ministério da Saúde.
Para ter acesso aos editais, acesse o site: http://www.cnpq.br/web/guest/chamadas-publicas

E-mail: ppg@uema.br
tel: (98) 2016-8130
Secretaria PPG – Ramal: 9600